Rupturas e continuidades na política do Partido dos Trabalhadores (1980-2002)

  • Ivan Henrique de Mattos e Silva

Resumo




Durante principalmente a primeira metade do século XX, os Estados nacionais possuíam uma autonomia muito grande sobre suas economias. As principais potências possuíam economias cujo papel estatal era muito grande: URSS (economia planifi- cada), Alemanha Nazista (capitalismo de Estado), Estados Unidos (New Deal) e muitos países da Europa (Welfare State e socialdemocracia). Com a queda do bloco soviético, a revolução tecnológica (Terceira Revolução Industrial), a crise do fordismo (HARVEY, 1993) e a própria crise fiscal do Estado (O’CONNOR, 1977) essa autonomia foi se esfacelando.




Publicado
05-07-2018
Como Citar
SILVA, Ivan Henrique de Mattos e. Rupturas e continuidades na política do Partido dos Trabalhadores (1980-2002). Revista Sociologia, Política e Cidadania, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 35-56, jul. 2018. ISSN 2595-3869. Disponível em: <http://ojs.funepe.edu.br/index.php/sociologia/article/view/37>. Acesso em: 13 ago. 2020.
Seção
Artigos